1 de agosto de 2010

Consciência e má vontade: até onde vão as suas?

Estamos todos felizes com a escolha da Praça São Francisco, em São Cristóvão, como patrimônio da humanidade pela Unesco? Sim, estamos, claro que estamos. Mas por trás de toda felicidade aparente, sempre há alguém que guarda o seu pessimismo e, por diversas vezes, não consegue disfarçá-lo. Acho que é sobre isso que eu quero falar hoje.

Como assim, Rodrigo? Bem, eu e muita gente que conheço - e que não conheço - ficamos extremamente satisfeitos com a escolha, afinal, Sergipe agora tem um patrimônio mundial. Mas, como era de se esperar, sempre tem alguém pra colocar um certo gosto de féu até nesses momentos.

"Ok, vencemos, mas mais importante do que comemorar, é se preocupar com o que virá, com o peso que essa escolha representa". Ah, dá licença, mas hoje e os próximos dias são para CO-ME-MO-RAR! Por que precisamos levar a vida como se fosse um fardo? Será que o que se espera é que os responsáveis recebam a notícia da vitória e se tranquem em suas salas para discutir os próximos passos?

Olha aí a praça num clique lindo do meu amigo @Marco__Vieira:




Pelo amor de Deus, né? O Brasil tem mais de 5 mil cidades e apenas 17 possuíam o título. São Cristóvão é a 18ª! As celebrações são ritos de passagem importantes e nós, que muitas vezes somos enganados e levados a comemorar coisas que nem merecem nossa atenção, nos esquecemos de celebrar o que realmente importa. Isso é mal de ser humano.

A amiga diz: "Que roupa linda!". A outra responde: "Ah, menina, foi baratinha!". Mas que complexo é esse de que não merecemos os elogios que nos fazem? Por que temos que depreciar o que conquistamos em nome de uma falsa modéstia? Ou, quiçá, de um pessimismo, uma má vontade gratuita que queremos disfarçar em forma de "pensamento consciente".

"Tristeza não tem fim. Felicidade, sim". Então aproveitemos os nossos momentos de felicidade de forma intensa e não nos deixemos cair na tentação da ignorância de confundir felicidade com falta de consciência.

Comemore a vitória do povo sergipano e coloque em sua agenda novos debates sobre a necessidade de preparar Sergipe para o que virá em decorrência dessa vitória. Mas cada coisa em seu tempo. É só uma dica, ok?

Acesse http://pracasaofrancisco.se.gov.br e saiba mais.

3 comentários:

Joãozinho disse...

"uma má vontade gratuita que queremos disfarçar em forma de "pensamento consciente". Fato.

É irritante esse tipo de pensamento negativista, parecendo que quer sempre ser o 'ser humano preocupado com a sociedade'. É tipo o Brasil ganhar a Copa do Mundo e falar no mesmo dia: Ah, o povo comemora a Copa e esquece da educação, da saúde, moradia...

Ah, saia pra lá! Até quem não tem moradia e saúde comemora o título nessa hora, e aí vem alguém querendo dar uma de candidato a presidente da república?

Isso irrita.

Parabéns pelo título, São Cristóvaõ. E que isso sirva de lição pra que governo municipal e estadual se preocupem com outros locais dessa cidade-histórica-maravilhosa.

Belo texto.

Dudu disse...

aê, Rod! Tá certíssimo e viva São Cristóvão e viva a felicidade!

Caju disse...

O título é muito mais merecido do que qualquer outro. Só acho que a cidade é mal administrada, mas isso é uma coisa que só a própria população pode resolver. Como a própria secretária Galdino disse recentemente, é a hora de colocarmos à prova nossa sergipanidade!