5 de agosto de 2010

Utilidade pública em defesa da carência feminina

Sem rodeios, o negócio é o seguinte: MULHER DETESTA HOMEM QUE DEIXA TODAS AS ESCOLHAS NAS MÃOS DELA. Não adianta achar que está fazendo uma gentileza ao deixá-la escolher tudo. Não é isso o que ela quer. Especialmente na primeira saída, ela quer um homem que mostre o que conhece, que apresente a ela coisas novas e seja seguro das suas escolhas. Funciona mais ou menos assim: "ele sabe escolher um bom restaurante, logo tem capacidade de me levar pra cama e, quiçá, ser pai dos meus filhos".

Pronto. Eu podia parar esse post aqui, mas como meu espírito Dalai Lamesco (Odorificamente falando) está aflorado, darei rápidos exemplos de como isso pode ACABAR com sua paquera e/ou conquista.



As mulheres detestam diálogos como:

Ele - Tô querendo fazer alguma coisa hoje. Vamos sair?
Ela - Claro. Para onde?
Ele - Não sei. Diga aí.


ACABOU. Não entendeu? Vou dividir as sílabas?: A-CA-BOU! Você pronunciou sua sentença de morte em duas palavras: "DIGA" e "AÍ". Nenhuma mulher que se preze vai tolerar isso. Se você deu a ideia de sair, sugira o programa. Como uma dia disse o filósofo e ex-BBB Eliéser, "Seje hômi!".

Digamos que você é um vencedor e ela, desesperada por seu afeto, aceitou a condição e sugeriu um restaurante que ela gostaria de conhecer. Já devidamente sentados, depois de você ter "esquecido" de abrir a porta do carro e puxar a cadeira pra ela, o garçom pergunta o que irão beber.

Ele - Não sei. Escolha!
Ela - ...
Ele - E então?
Ela (com ódio) - Uma coca. (Sim, porque a essa altura do campeonato, nenhuma mulher vai lembrar que coca-cola aumenta a probabilidade de estrias e celulites.)


MORRA. Meu amigo, com essa você já pode pedir para satisfazer sua necessidade fisiológica de número 2 e se ausentar. Para sempre. Mas se a moça for realmente um ser humano benevolente e te der a chance de permanecer com ela até o fim desta refeição, não cometa o erro seguinte:

Ele - E agora? O que faremos?
Ela - ...
Os grilos ao redor - Cri... cri... cri...


Resumo da ópera: ACREDITE, elas preferem que você erre tentando acertar. Outra coisa: faça uma forcinha e pesquise no google o nome de um bom vinho pelo menos. Elas foram unânimes em dizer que o esforço é "fofo", a preguiça é imperdoável. Mulher, não importa o quão independente ela seja ou aparente ser, não acha que se as escolhas estiverem nas mãos dela é porque você é bom e altruísta. Ela acha que você é um BABACA.

5 comentários:

Elisângela Valença disse...

Tá corretíssimo. Aos 25 anos, já estava formada, trabalhando, com minha grana, meu carro e minha casa. trabalho pra caralho, estudo, me esforço, sou determinada, sei o q quero e o que gosto ... vou querer um fracote do meu lado? claro que não. já tive e mandei pastar!

Ah... disse...

VERDADE, somente a verdade, nada mais que a verdade! :)

MS disse...

Menino, parece um capítulo do livro "Homens, amor e sexo" de David Zinczenko que tenho lido esses dias... É exatamente isso! Homem tem que ter atitude!

HaiaHygia disse...

Meu Deus, Rod, como eu te amo mais depois de ler esse texto! Perfeito!!! É isso mesmo... mulher gosta de homem de atitude!
Beijos,
Sayonara Hygia

Kadydja Albuquerque disse...

Só senti falta de uma coisa. Créditos da pesquisa: Celiene Lima e Kadydja Albuquerque! hahahaha

Esse blog vai longe, Martha! bjs